Buscar

Por que o tema da redação do Enem 2020 foi: "O estigma associado às doenças mentais no Brasil"?

Atualmente, a rapidez da vida e os acontecimentos cotidianos vêm cobrando saúde mental para lidar com todos os percalços. O ano de 2020 não foi diferente, para ser mais exata, 2020 foi um grande desafio, adicione aos fatores mencionados, a experiência de se viver em isolamento social em um contexto de pandemia mundial.


Diante desse contexto pandêmico, foi extremamente importante debater sobre a saúde mental. No ano de 2020 sentimos na pele como este adoecimento não escolhe cor, classe nem gênero, e ter atenção com a saúde mental tornou-se imprescindível para todos nós, afinal, como manter a sanidade em um momento de isolamento social combinado com o bombardeamento de notícias?


O termo saúde mental ainda não tem um conceito pré-definido oficialmente, mas, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) a saúde mental está relacionada à forma como uma pessoa reage às exigências, desafios e mudanças da vida e ao modo como harmoniza suas ideias e emoções, ou seja, a maneira que lidamos com essas emoções será determinante para a qualidade da nossa saúde mental. Quando estamos desequilibrados emocionalmente, estamos mais propensos ao surgimento de doenças mentais.


O adoecimento mental ainda é visto de maneira negativa na nossa sociedade, haja vista pelo lugar que a loucura ocupou no decorrer da história - o louco foi excluído, afastado por não compartilhar da “mesma realidade” – fazendo com que as questões ligadas à saúde mental ocupem um lugar bastante obscuro, pois a saúde mental está no corpo e no meio e muitas vezes ela é concebida como uma fraqueza do indivíduo, algo sobre o qual ele teria condições de atuar e não o faz.


Pensando nesse estigma vivido pelo indivíduo que adoece mentalmente, o tema da redação do Enem de 2020 surpreendeu a todos por trazer em voga a discussão desse lugar ocupado por esse indivíduo. Com o tema “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”, muitos jovens foram levados a pensar sobre o adoecimento mental na nossa sociedade, afinal de contas os dados são alarmantes, pois entre 2015 e 2018, os casos de depressão relatados aumentaram 52% entre brasileiros de 15 a 29 anos, embora esse percentual indique que mais pessoas buscaram ajuda e que houve mais dispêndio de investimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), isso não diminuiu o estigma social. Os casos aumentaram, mas a percepção social e do mercado de trabalho ainda é preconceituosa, pois muitas vezes essas pessoas acabam perdendo seus empregos ou são isoladas socialmente.


E vem a grande pergunta que não quer calar: Como manter ou conquistar a saúde mental?


A sua manutenção é feita a partir de pequenas ações inseridas no nosso cotidiano, que provocam grandes mudanças ao longo do tempo, com um impacto positivo no seu corpo e mente. Afinal de contas, o que você sabe sobre autocuidado? Conhece os seus pilares?


A nutrição, o movimento/atividade física, as práticas mente-corpo, a espiritualidade, os relacionamentos, o ambiente físico/contato com a natureza podem cooperar para o alinhamento entre o corpo e a mente, afinal a saúde mental não pode estar desconectada da saúde do corpo, porque saúde é uma só.


Além disso, as práticas integrativas levam ao bem-estar, práticas para a mente-corpo como a meditação, a Arteterapia, a Musicoterapia, as Danças Circulares, o Yoga, tai-chi entre outras, podem auxiliar no foco, facilitando o estado de consciência sobre o que está acontecendo agora, sobre as sensações e necessidades do corpo e, consequentemente, da mente.


É possível encontrar este estado de conexão em outras práticas como corrida, o contato com as Artes, escutar uma música que você gosta, ler um bom livro, algo que realmente te traga para o contato consigo mesmo.


Aposte também na psicoterapia, pois ela irá te ajudar a encontrar caminhos para melhorar sua saúde mental, melhorar sua vida, suas relações, seus comportamentos perante as adversidades da vida, além de proporcionar um conhecimento sobre si que mudará a sua vida para sempre.


Lembre-se de que a saúde mental rege sua vida sem que você perceba, e é ela que muitas vezes dita sua caminhada. Se ela estiver bem, sendo cuidada, você conquistará uma vida melhor, caso contrário a sua vida sempre terá percalços difíceis de serem entendidos. Cuide sempre da sua saúde mental!




Instituto Fênix de Humanização